5.

Offshore

A Guardian Trust Capital oferece a seus clientes a possibilidade de escolher produtos financeiros em múltiplas jurisdições. Offshore é um termo usado para sociedades ou contas bancárias abertas no exterior, ou seja, fora do local de domicílio dos proprietários. Esses países oferecem benefícios fiscais e políticas de privacidade e confidencialidade aos investidores. Os países receptores dessas empresas e investidores ficaram conhecidos como paraísos fiscais, onde há uma política de impostos mais favorável.

2017-2018.

Ilhas Cayman

As Ilhas Cayman são um território dependente do Reino Unido e possuem mais de 150 bancos e, entre eles, a maioria são subsidiárias e agências dos bancos internacionais. Mais de 40 dos 50 maiores bancos do mundo estão licenciados nas Ilhas Cayman, o que indica sua qualidade no setor financeiro, a qual é reconhecida mundialmente. A Autoridade Monetária das Ilhas Cayman (CIMA) tem a função de regulação e supervisão dos serviços financeiros.

Porto Rico

Porto Rico é um território não incorporado dos Estados Unidos localizado no Caribe. Apesar de fazer parte dos Estados Unidos e utilizar dólar como moeda corrente, Porto Rico possui autonomia fiscal e opera em uma jurisdição fiscal separada. É o único lugar no solo americano onde a renda pessoal de ganhos de capital, juros e dividendos é isenta de impostos.

 

Em 25 de setembro de 2012, Porto Rico promulgou a Lei nº 273, também conhecida como “Lei Reguladora de Centros Financeiros Internacionais”. A Lei fornece isenções fiscais para empresas envolvidas em atividades elegíveis em Porto Rico. Para usufruir de tais benefícios, uma empresa precisa se tornar uma Entidade Financeira Internacional (IFE) solicitando uma autorização e licença e obtendo um decreto de isenção de impostos.

Malásia

Labuão é uma ilha do Território Federal de Labuão, na Malásia. Labuão é conhecida como centro financeiro offshore, pois trata-se de uma região autônoma dentro da Malásia, o que permite liberdade ao escolher a legislação estadual. A Malásia foi classificada como a principal economia emergente da região pelo Fórum Econômico Mundial em seu Relatório de Competitividade Global em 2017-2018.